sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Ternura


Como eu adoro pôr a mão no teu peito, sorrir para ti e dizer que te amo e, depois? Depois deito-me no teu peito e sonho comigo, contigo, connosco e com o dia em que te direi: "amor, estou grávida". Quero que este momento chegue para te ver sorrir com a maior felicidade do mundo.
 ***
Eu sei que somos muito novos e também sei que não queres fazer para que isso aconteça, mas sei que se acontecesse iria ser tão bem vindo, ou até mais, do que se fosse planeado, porque sinto e porque fazes questão de me recordar a cada instante que adoravas ter um filho (ou mais) comigo.
Eu também sei que quando acontecer não vais largar a minha barriga e não vais parar de dizer: "És linda!" e, acredita que vou ser a grávida mais feliz do mundo.
***
De há uns dias para cá tenho sonhado que estou a dormir, mas que tenho um ser dentro de mim a crescer de dia para dia e a minha mão está lá pousada a adormece-lo. Não sei, será o meu relógio biológico a despertar?

4 comentários:

Rita disse...

Relógio bológico já? :O
Eu adorava ter um filho, pelo menos, mas tão cedo não. Quero ter o meu curso, assentar na minha área e só depois fazer esse tipo de projectos =)

Fi disse...

Selinho para ti, decidi devolver-te o selo que me deste mas a este teu blogue :)

Ai o relógio biológico, o relógio biológico :D

Cátia disse...

Transmites tanto amor :)

Shadow Belle* disse...

vim parar aqui e deliciei-me com este post. awww que amor !!

Felicidades para vocês =)

beijinhos*