terça-feira, 22 de junho de 2010

Recanto de amor

Ficamos nós, sozinhos naquele quarto de hotel, na viagem que fizemos pelo mundo. Era como se apenas existisse dois corpos, o meu e o teu. Apesar de vazio, aquele quarto tinha tanto para ver e, se as paredes falassem contavam cada segredo que ali trocamos, cada palavra de amor, cada toque um no outro.. Contava o quanto nos amamos, o quanto fomos felizes e agora, se as paredes falassem podiam recordar todos os beijos, todos os abraços, todo o calor que aqueles lençois cobertos de amor deixavam como marca de que um grande amor por ali passou e deixou o cheiro do amor.

4 comentários:

- Inês Sousa disse...

Podes crer, só interessa o que é bom de "guardar", o resto deve desaparecer.
Vou seguir!

Alguém... disse...

Talvez tenhas razão, mas não consigo odiar uma pessoa que me fez tão bem*

Alguém... disse...

Sim, e a felicidade plena surgirá*
Obrigada querida*

Alguém... disse...

Sim, e a felicidade plena surgirá*
Obrigada querida*